Google+ Badge

domingo, 27 de agosto de 2017

PLANO EDUCAÇÃO INFANTIL MEIOS DE TRANSPORTE - CINDERELA

                                   PLANEJAMENTO SEMANAL       
JARDIM II                          
                          
Tema Gerador: Gente pequena também faz...Reconto

Tema da Semana: Meios de transporte - Cinderela

Objetivos
Classificar e conhecer diferentes tipos de meios de transporte;
Identificar a finalidade dos meios de transporte;
Explorar diferentes materiais reciclados;
·       Desenvolver a oralidade por meio do reconto, das rodas de conversa, faz de conta e leitura de imagens dos livros;
·         Desenvolver o hábito de ouvir e ler histórias;
·         Identificar as letras do alfabeto;
·         Apreciar música;
·         Realizar contagens em diferentes situações;
·    Deslocar-se com destreza progressiva no espaço ao andar, correr, pular, etc., desenvolvendo atitude de confiança nas próprias capacidades motoras;
·         Participar de momentos de brincadeiras em grupo e individual;
·         Trabalhar afetividade, respeito, cuidados com algo que se caracteriza como patrimônio de todos;

Conteúdos
Meios de transporte, tipos de meios de transporte, sinais de trânsito, reciclagem, música, filme, leitura, lista,  história teatral com paitoches, texto informativo, contos, curiosidades, poemas, escrita e desenho, alfabeto,  contagem, números, calendário, gráfico, painel, reconto, arte a partir de diferentes materiais, jogos, brincadeiras, cantinhos, faz de conta, psicomotricidade, atividades de rotina.

Projetos
·         Projeto Levando Alegria: balde de brinquedos
·         Momento cívico – Eu Amo meu Brasil
·         Psicomotricidade coletiva
·         Plantando valores
·         Sacola literária
·         Ler por prazer
·         Gente pequena também faz...Reconto
·         Escola limpa

Recursos
Ficha nominal, pen drive, som, música, vídeo, folhas de papel, caderno de desenho, lápis de cor, cartolina, quadro negro, alfabeto móvel, cola, tesoura, cadeiras, tinta, rolinho de papel higiênico, palitos de picolé, pratinho de isopor, sementes,  fantasias, balde de brinquedos, toalha de mesa, livro literário, brinquedos, jogos, massinha de modelar, pecinhas de montar, sacola literária.

 Atividade de rotina para todos os dias
§       Chamadinha: mostrar o nome da criança na ficha e ir colocando na chamada.
§       Quantos somos: contar quantas crianças estão presentes com o uso da máquina de calcular.
§       Calendário: marcar a data no calendário, especificando o dia do mês, da semana e o ano.
§       Janelinha do tempo: observação do tempo e mudar no painel.
§       Alfabeto: fazer a leitura do alfabeto, cantando.
§       Números: contar os números em ordem e depois de trás para frente.
§       Fazer a leitura dos combinados e palavras mágicas.
§       Iniciaremos nesta semana o reconto das histórias escolhidas, uma criança por dia.

SEGUNDA-FEIRA 28/08/2017
Acolhida
Ao chegar as crianças serão acolhidas no pátio com o Hino Nacional (PROJETO MOMENTO CÍVICO) e oração. Em seguida ao chegar na sala, organizar as carteiras,  escrever a rotina do dia no quadro, perguntando a sequência da nossa rotina, fazer alongamentos e relaxamento com respiração e cantar músicas com gestos:


‘Motorista” Patati Patata
“Atravessar a rua” Xuxa

Atividade de rotina com reconto

Devocional no pátio: Plantando Valores, Colhendo Amor– Cinderela


Roda de conversa
Retornaremos a sala e faremos uma roda de conversa para explorar a história e discutir sobre superação, sonhos e humildade e, ainda lembrar qual foi o meio de transporte utilizado pela Cinderela e quais nós usamos hoje.
Levar um “saco surpresa” com vários brinquedos de transportes para a sala de aula, à medida que for tirando o brinquedo do saco pedir que as crianças o identifiquem. Indagando:
 Que transporte é este?
Como ele se locomove?
O que ele transporta?
O que ele necessita para se locomover?
Quem pode ser o condutor deste transporte?

Lanche/recreiolanche da escola no pátio e o lanche de casa na sala de aula.

Atividade psicomotora
Dança das cadeiras.

Atividade dirigida
Colagem: pensando na abóbora que se transformou em uma carruagem, meio de transporte da época, faremos a seguinte atividade: a abóbora terá o número indicando a quantidade de sementes que serão coladas.


Jogos de mesaMassinha

TERÇA-FEIRA 29/08/2017
Acolhida
Ao chegar as crianças serão acolhidas no pátio com música e oração. Em seguida ao chegar na sala, organizar as carteiras,  escrever a rotina do dia no quadro, perguntando a sequência da nossa rotina, fazer alongamentos e relaxamento com respiração e cantar músicas com gestos:
 ‘Motorista” Patati Patata
“Atravessar a rua” Xuxa

Atividade psicomotora
Brincar de trenzinho sentados no chão, andando com  o bumbum.

Atividade de rotina

Leitura por prazerA invenção da roda

 Roda de conversa
Levarei uma carruagem de brinquedo e contarei sobre o trajeto que a Cinderela fez até chegar ao baile, darei ênfase aos sinais de trânsito como: faixa de pedestre, semáforo e placas, fazendo um percurso imaginário com diferentes personagens.

Atividade dirigida
Vamos contar quantos carrinhos tem


Lanche/recreiolanche da escola no pátio e o lanche de casa na sala de aula.

Jogos de mesaJogos de engenheiros
Obs: Enviar a sacola literária.

QUARTA-FEIRA 30/08/2017
Acolhida
Ao chegar as crianças serão acolhidas no pátio com música e oração. Em seguida ao chegar na sala, organizar as carteiras,  escrever a rotina do dia no quadro, perguntando a sequência da nossa rotina, fazer alongamentos e relaxamento com respiração e cantar músicas com gestos:
‘Motorista” Patati Patata
“Atravessar a rua” Xuxa

Reconto – sacola literária

“Cantinhos”
Cantinho da psicomotricidade
Cantinho da fantasia
Cantinho dos brinquedos
Cantinho musical
Cantinho da leitura
Cantinho da escrita
Reunir todos os cantinhos e distribuí-los na sala para que a criança desenvolva sua autonomia, podendo escolher qual cantinho quer estar naquele momento.

Atividade de rotina

Lanche/recreiolanche da escola no pátio e o lanche de casa na sala de aula.

Roda de conversa
Falaremos hoje sobre os tipos de meios de transporte


Leitura por prazer – para a história utilizarei uma fantasia de pirata
O Pirata Barbarroxa
Esta história é diferente das outras histórias, já que se trata de uma Lenda.E o que é uma Lenda? As Lendas são histórias que acreditamos serem verdade, mas que não temos maneira de provar se são mesmo reais ou invenção de quem as conta.

Então cá vai:


Era uma vez, há já muito tempo, navegava o Pirata Barbarroxa no seu enorme navio com toda a tripulação, em especial os melhores amigos, Barnabé, o carpinteiro e calafate, José o Cozinheiro e Bento, o Grumete.

Mas este pirata não gostava de roubar nem assustar os marinheiros dos outros navios, em vez disso, preferia ajuda-los durante as avarias ou tempestades no mar, a sua missão mais arriscada passou-se no ano 1520 a 1 de Novembro, no Sul do continente Americano, numa zona que fica entre dois países, um chamado Chile e outro chamado Argentina.

Um conjunto de 5 navios (a que se chama "Armada") estava a atravessar uma zona desconhecida para eles e muito perigosa, tinha rochas escondidas debaixo de água, ondas gigantes e ventos muito, muito fortes. O líder desta Armada chama-se Fernão de Magalhães um navegador Português, que nesta viagem estava ao serviço do rei de Espanha, com o objectivo de dar uma volta ao mundo de navio.

Durante a passagem os navios de Fernão de Magalhães estavam em grande dificuldade, 4 navios já tinham naufragado e o outro estava muito estragado pelos fortes ventos, ondas e pelas rochas, tinha buracos no casco e as velas rasgadas. Quando já todos os marinheiros esperavam o pior, apareceu um navio pirata, e Magalhães gritou: "-Que má sorte! Com toda esta tempestade e ainda temos uns piratas para nos roubar".

Os marinheiros correram para o porão do navio em busca de esconderijo, só o Magalhães ficou (já que era o comandante) para tentar evitar o assalto.

O primeiro pirata a entrar no navio foi o próprio BarbarroxaMagalhães ficou espantado porque o pirata não tinha nenhuma espada nem outra arma, em vez disso vinha de braços abertos e deu um abraço ao comandante.

Pouco tempo depois chegaram os restantes marinheiros, Barnabé com as suas ferramentas, o José com vários produtos para cozinhar e o Bento, como ainda estava a aprender, ficou no navio do Barbarroxa com os outros marinheiros. Começaram logo a trabalhar, o Barbarroxa foi para o leme, pois conhecia muito bem o mar naquela região, o Barnabé tratou da reparação dos estragos das rochas e do vento e o José preparou uma bela refeição para dar forças a todos os marinheiros.

Magalhães estava cada vez mais espantado, os piratas que conhecia (e dos que já tinha ouvido outros marinheiros falar) eram ladrões, maus e muito mal dispostos, no entanto o Barbarroxa e a sua tripulação estavam a dar uma grande ajuda.

Após três dias a navegar naquela enorme tempestade o navio do Magalhães, e o do pirata Barbarroxa, conseguiram chegar ao outro lado do continente Americano. Quando lá chegaram, e ao ver o oceano tão calmo, Magalhães deu-lhe o nome de "Oceano Pacífico" (nome que se mantém), também o estreito por onde passaram continua a recordar este dia, já que se chama "Estreito de Magalhães".

Durante o resto da viagem, até ao regresso a Espanha, tudo correu bem. Ao chegarem a Espanha, os marinheiros contaram como tinha sido ajudados pelo pirata Barbarroxa e assim a sua fama foi crescendo.

Desde esse dia outros marinheiros contam como têm sido ajudados pelo Barbarroxa e sua tripulação. Mesmo hoje em dia há marinheiros a contar que são ajudados por este pirata tão diferente e solidário.

E já sabem, se um dia estiverem numa viagem de barco, no meio do Oceano, e com algum problema, pode ser que o Barbarroxa vos vá dar uma ajuda.

Atividade dirigida

Fazer um barquinho utilizando papel canson, prato de isopor, palito de picolé e rolinho de papel higiênico.


Jogos de mesa alinhavo

QUINTA-FEIRA 31/08/2017
Acolhida
Ao chegar as crianças serão acolhidas no pátio com música e oração. Em seguida ao chegar na sala, organizar as carteiras,  escrever a rotina do dia no quadro, perguntando a sequência da nossa rotina, fazer alongamentos e relaxamento com respiração e cantar músicas com gestos:
‘Motorista” Patati Patata
“Atravessar a rua” Xuxa

Cineminha

Atividade psicomotora:


Andando de carro e depois de ônibus.
Faremos de conta que estamos abrindo a porta do carro, sentando, ligando e dirigindo.

Atividade de rotina

Roda de conversa
Estimularei o reconto da história da Cinderela dando ênfase no tempo, perguntando:
O que aconteceria se a Cinderela não chegasse a meia noite?
Ela foi obediente a Fada Madrinha?
O que ela deixou para trás quando saiu correndo para chegar no horário combinado?
E se fosse uma outra verdura ou fruta, qual meio de transporte surgiria?
Se fosse uma pera, um mamão, uma berinjela?

Leitura por prazer – poema

Os carros
Brrummm... 
Os carros vão 
pela estrada, 
pela avenida 
e pelo caminho sem saída. 

Brrummm... 
Os carros estão apressados, 
agitados, 
Vão e vêm, 
vêm e vão. 

Brrummm... 
Correm, 
correm para cá, 
correm, 
correm para lá. 

Brrummm... 

Os motores acelerados 
roncam, rugem sem parar. 

Brrummm... 
Os carros estão cansados! 
Depois de andar pela cidade, 
os carros querem dormir 
como o Bicho Preguiça, 
sem nenhuma ansiedade. 
ZZZZZZZZZZZZZZZZZZZ 



Lanche/recreiolanche da escola no pátio e o lanche de casa na sala de aula.

Atividade dirigida
Desenho e escrita espontâneos de algum meio de transporte, escolhido pela criança.

Jogos de mesa –
Cai não cai
Obs: Enviar a sacola literária.

SEXTA-FEIRA 01/09/2017
Acolhida
Ao chegar as crianças serão acolhidas no pátio com música e oração. Em seguida ao chegar na sala, organizar as carteiras,  escrever a rotina do dia no quadro, perguntando a sequência da nossa rotina, fazer alongamentos e relaxamento com respiração e cantar músicas com gestos:
‘Motorista” Patati Patata
“Atravessar a rua” Xuxa

Reconto – sacola literária

Brincadeira dirigida de psicomotricidade com todos da Educação Infantil
·         Montaremos um cenário com semáforo e faixa de pedestre para trabalhar as cores do semáforo e sinais de trânsito.
·         Brincadeira coletiva de trenzinho com música.
·         Coreografia da música: “Atravessar a Rua” Xuxa

http://professorajuce.blogspot.com.br/2015/05/projeto-meios-de-transportes-para.html

Atividade de rotina

Roda de conversa
Perguntar às crianças como fazem para chegar à escola, se utilizam carro, ônibus, se vão a pé, de bicicleta. Após coletar as informações, farei uma lista no quadro dos meios de transporte utilizados.

Leitura por prazer

TIRAR O CAVALO DA CHUVA

O termo “tirar o cavalo da chuva” surgiu a partir de uma antiga tradição.

É bem provável que a expressão “tirar o cavalo da chuva” tenha se originado a partir de um costume muito antigo do século XIX, quando a maioria dos brasileiros ainda se locomoviam a cavalo. Quando alguém ia fazer uma visita a um amigo, por exemplo, a etiqueta da época recomendava deixar os cavalos na frente da casa do anfitrião, dando um claro sinal de que a visita não iria demorar.

Da mesma forma, se o convidado amarrasse seu animal nos fundos ou em outro local mais protegido, estaria querendo dizer que pretendia demorar com a visita, algo de certa forma indelicado. No entanto, quando a visita era muito agradável, o próprio anfitrião sugeria ao seu convidado que tirasse o cavalo da chuva ou do sol e o amarrasse em um local mais protegido.

No entanto, com o passar dos anos o termo “tirar o cavalo da chuva” passou a ser usado para designar desistência ou abandono de pretensões. Até hoje não se sabe exatamente como essa associação ocorreu, mas é provável que tenha se originado a partir da situação na qual o anfitrião tentava convencer seu convidado a não partir: algo como “desista, tire seu cavalo da chuva, pois não vou deixar você ir embora”.

Lanche/recreiolanche da escola no pátio e o lanche de casa na sala de aula. Faremos ainda um piquenique com os lanches trazidos de casa. (combinado para toda sexta-feira)

Atividade dirigida
Fazer um gráfico indicando o meio de transporte de cada um


Jogos de mesa - Brinquedos de casa.

Levar para casa o balde de brinquedos

Nenhum comentário:

Postar um comentário